Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando agora: Carregando...

cidade
No comando: Cidade In Love

Das 0:00 as 02:00

what
No comando: What´s Up

Das 02:00 as 03:00

No comando: Arena Universitária

Das 02:00 as 05:00

nitro
No comando: Nitro Night

Das 03:00 as 04:00

nacao
No comando: Nação Sertaneja

Das 03:00 as 05:00

viola
No comando: Clube da Viola

Das 04:00 as 06:00

marcos
No comando: Marcos Ueder

Das 05:00 as 07:50

marcos
No comando: Marcos Ueder

Das 05:00 as 08:00

gilson
No comando: Gilsom Nogueira

Das 06:00 as 09:00

leo
No comando: Léo Carvalho

Das 08:00 as 12:00

73320447_2500255563403218_4407378646109519872_n
No comando: Lidiane Chaves

Das 08:00 as 12:00

clube
No comando: Clube do Amor

Das 09:00 as 12:00

asmais
No comando: As Mais Pedidas

Das 12:00 as 13:00

esporte
No comando: Kativa Esportes

Das 12:00 as 13:00

lidi
No comando: Lidiane Chaves

Das 12:00 as 16:00

plane
No comando: Planeta Rádio

Das 13:00 as 16:00

andre
No comando: André Mascarenhas

Das 13:00 as 17:00

regi
No comando: Reginaldo Serra

Das 16:00 as 19:00

teo
No comando: Téo Moraes

Das 16:00 as 20:00

asmais
No comando: As Mais Pedidas Sertanejas

Das 17:00 as 18:00

gilson
No comando: Gilsom Nogueira

Das 18:00 as 19:30

voz
No comando: Voz do Brasil

Das 19:00 as 20:00

resumo
No comando: Resumo

Das 19:30 as 21:00

planet
No comando: Planet Parade

Das 20:00 as 21:00

andre
No comando: André Mascarenhas

Das 20:00 as 24:00

mpb
No comando: MPB

Das 21:00 as 22:00

class
No comando: Classe A

Das 21:00 as 23:00

song
No comando: Song By Night

Das 22:00 as 24:00

Classe An
No comando: Classe A Nacional

Das 23:00 as 24:00

Notícia Falsa: 62% não sabem reconhecer

Compartilhe:
BBZXUwG

É possível resumir que há dois tipos de propagadores de fake news na internet: militantes políticos empenhados em atacar a reputação dos adversários de seus candidatos e empresas ou indivíduos que fabricam notícias falsas com o intuito de ganhar dinheiro por meio de anúncios ou de soluções para problemas embusteiros (sobretudo vindos do Google AdSense, ferramente de publicidade do Google). No meio disso há o público deste tipo de conteúdo, vítima da desinformação e que, em muitas das vezes, é incapaz de reconhecer a falácia. É o que mostra uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (13) pela empresa de cibersegurança Kaspersky, que se aprofundou em entender como a America Latina lida com as fake news.

Em média, 70% dos latino-americanos não sabem identificar ou não têm certeza se conseguem diferenciar se uma notícia na internet é falsa ou verdadeira. Por nacionalidade, os cidadãos que menos conseguem reconhecer notícias falsas são os peruanos (79%), seguidos pelos colombianos (73%) e chilenos (70%). Mais atrás estão os argentinos e mexicanos, com 66%, e então os brasileiros (62%).

VEJA

Deixe seu comentário:

Parceiros

Parceiros